Empréstimo consignado: o que muda em 2022?

Publicada em 11 de Março de 2022

  • Empréstimo consignado: o que muda em 2022?

Uma das “vantagens” que os aposentados têm é o direito ao empréstimo consignado, onde o pagamento é descontado direto da aposentadoria, da pensão ou do salário da pessoa física.

Porém, o que o torna realmente atraente são as taxas de juros mais baixas. Porém, não vale se empolgar! Ao não conseguir arcar com as prestações, a pessoa ficará negativada. Então, fique atento!

Dentre as mudanças, desde o início do ano a margem do empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS voltou a ser de 35% do benefício. Para se ter ideia, até dezembro de 2021, o limite era de 40%, sendo 35% no empréstimo convencional e 5% por meio do cartão de crédito consignado. Hoje, a margem passou para até 30% no empréstimo pessoal e 5% para despesas e saques com cartão de crédito consignado.

Outra mudança foi em relação ao número de parcelas. De 84 meses (sete anos), passou a ser de 72 meses (seis anos). A taxas de juros, tanto do empréstimo como o do cartão também subiram em 2022, passando de 1,80% para 2,14% e 2,7% para 3,06% ao mês, respectivamente.

Como funciona?

O cartão de crédito consignado funciona como um cartão de crédito comum. A diferença é que no primeiro, o valor da fatura também pode ser descontado direto na folha de pagamento da pessoa física, limitado ao valor da margem consignável.

Se você está negativado, entre em contato com a K90 Soluções Bancárias e renegocie hoje mesmo sua dívida.

Reduzindo Dívidas

Mais artigos

Voltar Início Ir ao Topo

© 2020-2022 K90 - Dívidas Negativadas
Política de Privacidade   |   WhatsApp: (31) 99872-2493
Dívidas Negativadas K90