MEI Caminhoneiro: conhece?

Publicada em 15 de Fevereiro de 2022

  • MEI Caminhoneiro:  conhece?

A classe que em 2018 mostrou que pode para o Brasil quando quiser, ganhou recentemente mais um “direito”. Sim, no dia 31 de dezembro de 2021 foi sancionada a lei que institui o chamado MEI Caminhoneiro. Agora, motoristas autônomos em ter um CNPJ como MEI podem se cadastrar no Portal do Empreendedor.


Aos que aderirem, a contribuição previdenciária será de 12% sobre o salário mínimo. Embora a porcentagem ser mais alta em relação a outras categorias, o faturamento máximo permitido também será maior. Agora, com o piso nacional de R$ 1.212, o MEI Caminhoneiro pagará R$ 146,56 de contribuição, além de R$ 5,00 referente ao Imposto sobre Serviços, o ISS.


Todos podem?

Infelizmente, de acordo com o Sebrae, nem todo motorista autônomo pode se tornar um MEI. São elegíveis:


Transportadores de mudanças;

Caminhoneiros de cargas não perigosas;

Transportadores municipais de carreto (cargas não perigosas);

Transportadores escolares;

Transportadores municipais de passageiros (frete).


Com a alta do desemprego, muitas pessoas começaram a prestar este tipo de trabalho, como fazer mudanças e levar crianças à escola.


Benefícios

Além de formalizar o trabalho, o MEI permite que o trabalhador possa emitir notas fiscais e tenha acesso a benefícios previdenciários, como auxílio-doença, aposentadoria, invalidez, pensão por morte, entre outros. 


Se você é MEI (ou não) e procura uma renda extra, conheça o Programa de Afiliados da K90 Soluções Bancárias. Ótima oportunidade para faturar uma boa grana!


Reduzindo Dívidas

Mais artigos

Voltar Início Ir ao Topo

© 2020-2022 K90 - Dívidas Negativadas
Política de Privacidade   |   WhatsApp: (31) 99872-2493
Dívidas Negativadas K90
Este site pode utilizar cookies para segurança e para lhe assegurar uma experiência otimizada. Você concorda com a utilização de cookies ao navegar neste ambiente? Conheça a nossa Política de Privacidade.