Inadimplência: o que é e como evitá-la?

Publicada em 28 de Setembro de 2021

  • Inadimplência:  o que é e como evitá-la?

Desemprego e crise econômica. Sem dúvida, estes são os principais fatores que levam as pessoas à inadimplência. Este é um tema de extrema importância, pois além de prejudicar a saúde financeira, ataca também a saúde mental.


Para se ter ideia, hoje, mais de 25% das famílias brasileiras estão com contas em aberto. Algo extremamente preocupante. Mas, você sabe o que é inadimplência? É simples: se você não cumpriu com algum pagamento fora do prazo do fim do contrato ou data de vencimento, você está inadimplente. Isso pode ser de uma simples conta de luz, por exemplo, a casos muito mais sérios, como cartão de crédito, onde os juros podem ser abusivos, inclusive. Além disso, pessoas jurídicas, com CNPJ, também podem estar. E engana-se que pensa que só se fica inadimplente com bancos. Fica-se assim também com taxa de condomínio, aluguel, mensalidade da escola, pensão alimentícia, entre outros.


Risco de inadimplência, o que é?

Para evitar clientes assim, muitos bancos analisam o risco de inadimplência. Ele é calculado junto com as possibilidades de liberação de crédito, somado a fatores como score de crédito e análise de investimentos que a pessoa possui. Assim, pode-se pressupor o tamanho do risco que a instituição financeira corre ao emprestar o dinheiro e a pessoa não pagar.


Para não correr esse risco, algumas empresas optam por receber pagamentos com prazo menor; outras não fazem a emissão de boletos e há aquelas que simplesmente não aceitam cartão de crédito. Nos bancos, a análise é mais demorada. Mas, o score está diretamente relacionado como um sinal de alerta. Score baixo, dívidas em aberto, altos valores de empréstimos e financiamentos podem ser peças fundamentais para analisar um alto risco de inadimplência. Neste caso, mesmo com no nome limpo, o banco pode entender que o consumidor não tenha condição de arcar com o cartão, caso aprovado, ou com o cheque especial. Agora, se ele tem histórico de “bom pagador” o banco pode liberar um limite maior.


Consequências

O mais comum é ter algum crédito negado. No entanto, esta questão impacta apenas quem possui débitos em aberto. Se você está nesta situação, confira as outras consequências:

Restrição ao crédito;

Multas e juros, que podem ser abusivos, inclusive;

Suspensão de serviços de água, luz, telefone, etc;

Prejuízo à saúde mental.


Se você está com o nome sujo por conta da inadimplência, A K90 Soluções Bancárias conta com um time especializado em renegociar dívidas e acabar com os juros abusivos. Entre em contato!


Reduzindo Dívidas

Mais artigos

Voltar Início Ir ao Topo

© 2020-2021 K90 - Dívidas Negativadas
Política de Privacidade   |   WhatsApp: (31) 99872-2493
Dívidas Negativadas K90
Este site pode utilizar cookies para segurança e para lhe assegurar uma experiência otimizada. Você concorda com a utilização de cookies ao navegar neste ambiente? Conheça a nossa Política de Privacidade.