PIX: como fazê-lo sem correr riscos?

Publicada em 14 de Setembro de 2021

  • PIX: como fazê-lo sem correr riscos?

Uma mania nacional. Sem dúvida, assim se pode definir o PIX. A frase: “Quer fazer um PIX?” é falada do comércio de bairro aos grandes varejistas. E você, costuma fazê-lo com frequência?

Criado pelo Banco Central, pode ser utilizado para fazer transferências bancárias ou compras, com a mesma finalidade do TED e do DOC, com a vantagem de poder ser feito em qualquer dia da semana, incluindo feriados, 24 horas por dia e em tempo real, e sem pagar nenhuma taxa. Embora ainda não tenha completado um ano (começou oficialmente em 16 de novembro de 2020), já caiu na graça e no gosto da maioria dos brasileiros, pois é gratuito entre pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEI).

Existem riscos?

Com tantos benefícios, logo surge a dúvida: “Será que ele é suscetível a fraudes e golpes?” De acordo com especialistas, não. Porém, para conseguir fazê-lo, você e a outra pessoa devem ter conta em banco ou a chamada “Chave PIX”, que torna o dinheiro passível de monitoramento. Além disso, quanto mais utilizá-lo, menor será a circulação de dinheiro em espécie e cada vez menos haverá a necessidade de sacar dinheiro, o que diminui o risco de assaltos.

Dicas importantes

Para melhor aproveitamento, confira algumas dicas de segurança: 

Dados do destinatário

Conferir estas informações é fundamental! Para fazer o PIX de maneira mais rápida e segura, tenha em mãos a chave de cadastro da pessoa. Essa chave pode ser o CPF, o número do celular, o e-mail ou uma chave aleatória (combinação numérica gerada automaticamente).

Atente-se, antes de fazer a transferência, em conferir se os dados estão corretos. Se você mandar para a pessoa errada, só conseguirá tê-lo de volta se ela fizer a devolução.

Uma chave por banco

Cadastre apenas uma chave por banco, mesmo que seja possível mais. Uma é mais que o suficiente. Sem contar que você não ficará limitado a apenas um banco, já que as chaves cadastradas devem ser únicas para cada um. 

Veja o seu saldo na conta

Antes de fazer a transação, confira seu saldo. Lembre-se que a transferência ocorre em tempo real! Caso o valor seja maior que o saldo, você pode parar no temido cheque especial, com suas taxas de juros altas, correndo o risco de ficar negativado.

Caso você esteja nesta situação, a K90 Soluções Bancárias conta com especialistas para que você saia desta situação o mais rápido, renegociando a dívida dentro das suas possibilidades. Entre em contato!


Reduzindo Dívidas

Mais artigos

Voltar Início Ir ao Topo

© 2020-2021 K90 - Dívidas Negativadas
Política de Privacidade   |   WhatsApp: (31) 99872-2493
Dívidas Negativadas K90
Este site pode utilizar cookies para segurança e para lhe assegurar uma experiência otimizada. Você concorda com a utilização de cookies ao navegar neste ambiente? Conheça a nossa Política de Privacidade.