Educação financeira nas escolas: conheça os benefícios!

Publicada em 29 de Junho de 2021

  • Educação financeira nas escolas: conheça os benefícios!

Especialistas afirmam que crianças têm muito mais facilidade em aprender um novo idioma, se comparada aos adultos, pois o cérebro delas não tem tantas informações, o que facilita o aprendizado. 

De olho nessa facilidade e com o intuito de criar uma nova geração de pessoas que saibam lidar com o dinheiro, não tendo dívidas negativadas, desde o ano passado a grade curricular de algumas escolas passou a contar com uma nova disciplina: educação financeira.

Como funciona?

Embora a educação financeira seja um tema interdisciplinar, apenas a disciplina de matemática a aborda. O objetivo é realmente ensinar as crianças o valor do dinheiro, para que, quando adultas, não se enrolem, e acabem gastando mais do que tem. E o que elas aprendem na escola, acabam repassando para os seus familiares. 

Resultado: há uma melhora na administração financeira da casa, com o corte de gastos desnecessários, por exemplo. Contudo, é preciso respeitar a faixa-etária dos pequenos, para que possam extrair o máximo de informações. Crianças de 4 anos e 8 anos aprendem de maneiras diferentes, pois estão em fases distintas de desenvolvimento.

Aos 2 anos, os pais podem mostrar que ela não pode rasgar o dinheiro e que ele deve ser guardado na carteira, e não ficar jogado pela casa. 

Aos 4 anos, ela pode ser incentivada a entregar o dinheiro e receber o troco nas lojas. Isso ajudará no entendimento do processo de troca. 

Quando ela estiver com 6 anos, os pais podem entregar uma pequena quantia no mercado para que ela escolha as compras, assim, começará a ter noção do que é caro ou barato. 

E, aos 8 anos, se estiver dentro da realidade financeira da família, pode-se implantar a chamada “semanada”, a antiga “mesada”. Durante estes dias, a criança terá de gerenciar, literalmente, o dinheiro, tendo de optar entre comprar um lanche ou um álbum de figurinhas. 

O que achou?

Porém, não basta fazer tudo isso e simplesmente não dar o exemplo. Coerência é a palavra-chave. Sem ela, nada feito! Lembre-se que os pequenos são grandes observadores.

É válido ressaltar que a criança deva saber que existe um planejamento financeiro em casa e, deixá-la participar destas reuniões é fundamental, pois crescerá com esse hábito. 

Para tornar este ensinamento mais lúdico, existem jogos, como Banco Imobiliário e o Jogo da Vida, que trazem bem esta noção.

Caso você esteja com dívidas negativadas e quer resolvê-las antes de começar a falar com os seus filhos sobre este tema, a K90 Soluções bancárias conta com uma equipe especializada para ajudá-lo. 

Entre em contato!


Reduzindo Dívidas

Mais artigos

Voltar Início Ir ao Topo

© 2020-2021 K90 - Dívidas Negativadas
Política de Privacidade   |   WhatsApp: (31) 99872-2493
Dívidas Negativadas K90
Este site pode utilizar cookies para segurança e para lhe assegurar uma experiência otimizada. Você concorda com a utilização de cookies ao navegar neste ambiente? Conheça a nossa Política de Privacidade.